13 de julho de 2015

Fenearte supera expectativas e recebe público de 330 mil visitantes

A XVI edição da Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte) encerrou-se neste domingo (12/07) no Centro de Convenções de Olinda. Um grande público de 330 mil pessoas passou pela Feira em seus onze dias de realização. O número superou a expectativa da organização que era de 320 mil pessoas. Apenas hoje 41 mil visitantes compareceram ao evento atraídos por promoções, pelas oficinas de artesanato gratuitas, pelas atividades infantis e apresentações culturais e pelo melhor do artesanato pernambucano, do Brasil e do mundo.

E o domingo de encerramento contou com uma intensa programação. Pela manhã, a primeira-dama do Estado, Ana Luiza Câmara, entregou os Certificados de Participação aos 51 mestres artesãos que fizeram parte da Feira. A coordenadora do Programa do Artesanato de Pernambuco (Pape), Célia Novaes, recebeu uma homenagem dos artesãos do Estado pela dedicação de uma vida inteira ao artesanato.
Já no palco da Fenearte, as apresentações foram especiais: Antônio de Lisboa e Edmilsinho Ferreira, ambos Cantores do Pajeú, abriram o show. Em seguida, foi a vez do Clube de Alegoria e Crítica o Homem da Meia-Noite. O palco também recebeu, às 20h, o Caboclinho Sete Flexas. Os pequenos também se divertiram com o grupo Mamulengo Arte da Alegria, do Mestre Biel.
"A Fenearte deste ano superou nossas expectativas e como Governo do Estado estamos felizes em ter realizado com êxito mais esta edição. Os visitantes ganharam em ter a oportunidade de visitar uma feira tão rica culturalmente, e os artesãos tiveram espaço para comercializar seus produtos e fechar negócios que gerarão renda depois do evento", comentou o coordenador geral da Feira, Thiago Angelus.
PREMIAÇÕES - Ao longo da Feira, 50 peças assinadas por artesãos de todo o país estavam expostas no Salão de Arte Popular Ana Holanda. O público escolheu sua peça favorita para ser premiada com R$ 2 mil através do Prêmio Aclamação Sílvia Coimbra. A coordenadora do espaço, Gabriela Almeida entregou o troféu ao grande vencedor da noite, Ivo Diodato com a obra "Referência aos Mestres" que recebeu 902 votos.
O público também elegeu a melhor peça entre as que estavam expostas na Galeria de Reciclados para levar o prêmio o Prêmio Aclamação Franz Krajcberg e a quantia de R$ 2 mil. A ganhadora foi Elizangela das Palafitas que empregou um olhar artístico e inovador no material reciclado, na peça Cidade Inusitada e recebeu o troféu do coordenador geral da feira, Thiago Angelus.
NEGÓCIOS - E a crise ficou do lado de fora da feira. Ao longo do dia, podiam ser vistos corredores cheios e prateleiras e esvaziando. A Rodada de Negócios do Sebrae gerou R$ 5.343.846 milhões em volume de negócios durante o evento e para o período de 12 meses.Foram realizados 513 encontros, com a participação de 27 lojistas, gerando uma média de negócios de R$ 197.920,00 mil por empresa âncora (compradores). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário